SITE DO BLOG SOBRIEDADE

C A R I D A D E! Tá faltando no mundo! Tá não?

C A R I D A D E! Tá faltando no mundo! Tá não?

BOM DIA GALERINHA DO BEM! 19 DE JULHO DE 2.015!

DIA DA CARIDADE!

  doe um abraço pelo menos!

 

Hoje, falo um pouquinho sobre caridade, desviando-me um pouquinho do tema Sobriedade, mas na real é só um pouquinho pois a sobriedade construída e conquistada no dia a dia, passa por ser uma pessoa melhorada, uma pessoa que trabalha constantemente e diáriamente seus defeitos de caráter e.............. caridade me ajuda a combater meu egoísmo, o querer tudo só prá mim, característica herdada e trabalhada longamente em minha adicção ativa.

Antes, deixa eu falar um "cadinho" mais sobre a nobre arte posso assim dizer de ensinar. Episódios recentes de greves do professorado aqui no Paraná, em São Paulo, expuseram o quanto essa nobre profissão é sofrida, mal-remunerada e desvalorizada pelos mandatários de nosso País, que insistem em não valorizar os mestres pois, povo desinstruído, povo sem instrução, muito mais fácil de manipulação.

Mas as coisas estão mudando não é mesmo? senhores políticos, botem suas barbinhas de molho!

Existe uma série de lendas dizendo que no Japão por exemplo o único que não se curva ao Imperador é o professor.

Como eu disse, é lenda; o professor se curva sim, em respeito, mas, a classe de professores é profundamente reverenciada e cultuada não só no Japão, mas em países culturalmente mais adiantados assim direi, pois sem a figura daquele/daquela que ensina, que transmite conhecimentos, nada existe.

Agora citarei frase atribuída a Dom Pedro II, que mata a pau toda o contexto referente aos/às mestres/as.

"Se não fosse Imperador, desejaria ser professor. Não conheço missão maior e mais nobre que a de dirigir as inteligências jovens e preparar os homens do futuro."

Esse Dom Pedro sabia das coisas! igualzinho aos dias de hoje né não?

Olá amigos e amigas! leitoras e leitores!


Sempre faço pesquisas para escrever de repente sobre acontecimentos do dia, para relacioná-los com a dependencia química enfim, para poder tornar a leitura mais atraente e menos cansativa.
Fico sabendo então de fatos, datas, e muitas outras coisas que talvez eu nem pudesse imaginar existir, como o tal do dia do orgasmo (esse não me conformei ainda kkkkkkk).


Hoje, é dia de falar de CARIDADE. Tenho de colocar com letras maiúsculas esse substantivo feminino pois a palavra detém ao menos para mim, um profundo significado.

Só quero salientar que em meu conceito a busca por Sobriedade, o manter-me isento de substâncias, de drogas, passa por me tornar uma pessoa melhor a cada dia e, praticar a caridade, com certeza me torna uma pessoinha melhorada..... com certeza, com certeza.


Ao dizer-se Caridade, algumas pessoas vão relacionar a palavra com esmola ou com algum tipo de ajuda material a outra pessoa ou grupo ou associação etc. Nada mais errôneo (em minha opinião óbviamente) do que ter-se essa idéia. Então tá! hoje é o dia da caridade e nós vamos dar pão velho (é porque novo a gente come não é?) aos mendigos lá da praça; vamos pegar as roupas que não nos servem mais e "doar" aos mais necessitados e por aí vai e vamos nos sentir cristãos, pessoas de bem fazendo isso.(UEEEEEEEEEEEBA NÓS SOMOS CARIDOSOS)

OPS ! somos pessoas generosas!  Eu gostava muito quando a Hebe Camargo pedia doações para a campanha do agasalho por exemplo e, salientava que era prá se doar coisas boas (coisas utilizáveis ao menos). Algumas pessoas tem a idéia de que farrapos que não nos servem mais, devem servir aos quem não tem. Oras meu amigo, isso deve ir prá reciclagem e não prá suprir necessidades de pessoas mais carentes. Bom! tô desviando do assunto.
Na definição da Wikipédia, Caridade é um sentimento ou uma ação altruísta ( altruísta - aquele que pensa mais nos outros do que em si mesmo) de ajuda a alguém sem busca de qualquer recompensa.


Se vocês observarem os Evangelhos, irão lembrar da passagem em que os fariseus perguntam a Jesus: Mestre qual é o grande mandamento da lei?, e Jesus responde: Amarás o Senhor teu Deus de todo coração, de toda alma e de todo espírito; esse é o primeiro e,  o segundo é amar ao próximo como a ti mesmo.
Não acredito em coincidencias, e não por coincidencia também, acabei de receber um e-mail que conta uma historinha de uma senhora que alimentou treis anciãos que estavam pelas redondezas de sua casa; quando o marido da senhora chegou do trabalho, a senhora relatou que os tres haviam sido alimentados por ela e não tinham onde passar a noite. O marido então disse à mulher que os convidasse para dormir em sua casa e assim ela o fez.

A resposta dos anciãos foi a seguinte: pede a teu marido que escolha um de nós treis para dormir em sua residência; nós todos ao mesmo tempo não poderemos ir. Diga a ele que escolha e disseram à senhora seus respectivos nomes: RIQUEZA, SUCESSO e AMOR. O marido disse à mulher: vamos escolher a Riqueza para que venha para dentro de nossa casa; a mulher retrucou: não, vamos dizer ao sucesso para que adentre em nosso lar.

A filhinha do casal que a tudo ouvia passivamente disse: não, vamos pedir ao Amor para entrar e permanecer em nossa casa, e assim a senhora se dirigiu novamente aos anciãos. Meu marido disse para que o amor entre em nossa casa! e o amor foi entrando, sendo seguido pelos outros dois. A senhora então falou: mas não era prá escolher apenas um? e os anciãos responderam: se houvesse escolhido qualquer um de nós que não fosse o amor, apenas ele entraria em sua residencia, mas como escolhestes o amor, aonde houver amor, haverá também sucesso e riqueza.
"Nussa" Benatti! que é que isso tem a ver com caridade?
Tudo a ver não é? tenho dito insistentemente aqui no site que muitas vezes nos consideramos filhos de Deus, mas não consideramos este ou aquele nosso irmão por qualquer motivo. Isso é caridade?
Acredito que não. Partindo-se dos ensinamentos de Jesus, primeiro amar a Deus e depois amar ao próximo, mas se não tenho capacidade para me amar (me destruo com substâncias, com inveja, com soberba, com vingança, com toda espécie de sentimentos negativos) , não tenho capacidade de amar ao próximo e muito menos amo a Deus.
Ixiiii Benatti que confusão! É, realmente é meio confuso, mas se amo realmente a Deus sobre todas as coisas, me amo também e tenho capacidade plena de amar, respeitar e auxiliar meu próximo, não importa de que maneira (não só financeiramente) mas com amizade, com carinho, com afeto, com atitudes efetivas e, vale lembrar algo que vivo dizendo aqui também: que na maioria das vezes ouço um: Aí cara, vai dar tudo certo! não preciso disto, preciso de um: Aí cara vai dar tudo certo, mas se der alguma coisa errada, pode contar comigo, estarei sempre aqui.
Caridade é se reconhecer no irmão (minha opinião sempre), nos acertos e principalmente nos erros.
Caridade é se doar! E qual foi o maior exemplo de doação? Cristo não é? Doou sua vida por nós.
Esse em meu entendimento, foi o maior exemplo de Caridade.
Ah mas eu sei também que estou divagando pois sou ridículo, limitado e só uso 10% da minha cabeça animal. Mas não tem importância, vou tentando, vou tentando praticar 1 porcentozinho que seja deste meu entendimento. E assim vou caminhando, um dia de cada vez. Só por hoje, pratique a caridade! Ame a Deus, ame seu irmão! Falei  demais como sempre. 
Hasta la vista baby!

HUMM! Não esquece de prestigiar nossos parceiros/patrocinadores. Dá uma clicadinha nos banners, visite os sites! VOCÊS VÃO GOSTAR TAMBÉM.

 

 

 

 

 

EM JACAREZINHO - PR! BOTA AMIZADE NISSO!