SITE DO BLOG SOBRIEDADE

CO-DEPENDÊNCIA É FRÓIDS ! ACREDITE!

CO-DEPENDÊNCIA É FRÓIDS ! ACREDITE!

 

BOA NOITE GALERINHA DO BEM! 15 DE SETEMBRO DE 2.018!

Resultado de imagem para dia do cliente

Resultado de imagem

 

Respeito a causa LGBT, admiro, simpatizo, mas sonho com um mundo sem rótulos, onde cada um seja apenas ser humano.

Sitedoblogsobriedade também é cultura!

Relógio

O mais feroz dos animais domésticos
é o relógio de parede:
conheço um que já devorou
três gerações da minha família. MÁRIO QUINTANA.

 

Resultado de imagem

 

EI? VOCÊ SABIA QUE?

 

Os principais tipos de câncer que acometem crianças e adolescentes são a Leucemia, seguido de tumores do Sistema Nervoso Central e tumores de Linfoma.

Galerinha do bem! o câncer infanto-juvenil, (pasmei quando vi a informação) é a segunda causa de mortes no país.

É preciso uma atenção maior das autoridades competentes ( ou nos dias atuais incompetentes ) para o problema.

E por falar em LGBT>...................

DIGA NÃO A TODO E QUALQUER ESPÉCIE DE PRECONCEITO!

Este site abomina qualquer forma de preconceito.

REBELE-SE CONTRA O RACISMO.

Crianças

GALERA:

VAMOS CUIDAR DA PRESSÃO ARTERIAL!

 

QUEM BEBE EM EXCESSO?

QUEM FAZ USO DE OUTRAS DROGAS?

Presta atenção ÔÔÔÔ CIDADÃO! ÔÔÔÔ CIDADÃ!

 

 

E, falando um pouco mais sobre preconceito, vou mandar o português clarinho ok?

Hoje,  fazemos os exames preventivos de próstata via sangue, via ultrassom; se houver algum tipo de alteração, daí sim, parte-se para o exame de toque.

E aí mermão?.............. melhor encarar o dedão, do que um futuro problema grave na próstata.

OLHA O PRECONCEITO CARINHA! SAÚDE É O QUE INTERESSA. 

 

Então, tô "mandando" algumas informações úteis prá vocês a respeito de violência, abuso e exploração sexual!

EDUCAÇÃO SEXUAL É FUNDAMENTAL PARA GARANTIR O DESENVOLVIMENTO SEXUAL SAUDÁVEL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES, LIVRE DE PRECONCEITOS, MITOS E TABÚS.

 

FALE COM SEU FILHO, FALE COM SUA FILHA! EXPLIQUE!  DIALOGUE.

E olha só! fale com seu filho/filha claramente a respeito das drogas e seus malefícios! A gente tem informações seguras de que os familiares de modo geral já falam com seus filhos e filhas práticamente sobre tudo, MENOS SOBRE DROGAS -  PRECISAMOS QUEBRAR ESSE PARADIGMA (TABÚ)

 

 

O que é Violência Sexual? É uma violação dos direitos sexuais, porque abusa e/ou explora do corpo e da sexualidade, seja pela força ou outra forma de coerção, ao envolver crianças e adolescentes em atividades sexuais impróprias à sua idade cronológica, ou ao seu desenvolvimento físico, psicológico e social.

 

A violência Sexual pode ocorrer de duas formas? Abuso Sexual e Exploração Sexual?

A violência Sexual, abuso ou exploração, pode ocorrer no ambiente Intrafamiliar, quando há relação de parentesco entre vítima e agressor e extrafamiliar, quando não há uma relação de convivência familiar entre agressor e vítima.

O que é Abuso Sexual? É a utilização do corpo de uma criança ou adolescente, por um adulto ou adolescente, para a prática de qualquer ato de natureza sexual.

 O que é exploração Sexual? A exploração Sexual caracteriza-se pela utilização sexual de crianças e adolescentes com a intenção do lucro ou troca, seja financeiro ou de qualquer outra espécie. A Exploração Sexual ocorre de quatro formas: em redes de prostituição, pornografia, redes de tráfico e turismo sexual.

A SUA ATITUDE PODE AJUDAR A MUDAR OS ÍNDICES DE VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM NOSSO PAÍS.

VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES NÃO SÓ NÃO COMBINA COM O BRASIL, COMO TAMBÉM NÃO COMBINA COM O MUNDO E MUITO MENOS COM O SER HUMANO.

FONTE www.crianca.caop.mp.pr.gov.br - VEJA LÁ O DESCRITIVO COMPLETO DA CAMPANHA INCLUSIVE COM DOWNLOADS E FOLDERS PARA BAIXAR.

 

Você sabe o que é o CARROSSEL DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA?>>>

Bom! é o dependente químico no centro, agindo e, ao redor os co-dependentes reagindo.

Explico melhor: o dependente usa drogas, pira o cabeção e os outros reagem à sua drogadição e óbviamente às suas consequências.

O dependente responde a essas reações e vai usar novamente e assim sucessivamente ocorrendo então o carrossel.

PRECISAR DE AJUDA E ACEITAR A AJUDA!

Os co-dependentes de modo geral e aí tanto faz homem ou mulher, vivem perguntando: se a pré-disposição para o uso de drogas é de meu filho/filha, porque eu é que preciso de ajuda?

E vou mais além, canso de ouvir principalmente homens dizerem: quem usou drogas é meu filho/filha e, portanto é ele/ela quem tem que se tratar.

Afirmação correta? SIM e NÃO, pois todo o reflexo da adicção ativa de seus filhos/filhas (reflexos negativos óbviamente) recaem sobre os familiares, principalmente pai e mãe.

Então o usuário/dependente tornou-se doente, e os famíliares (co-dependentes) adoecem conjuntamente.

Eu cito sempre filhos e filhas, mas pode ser marido, esposa, tios, tias, até mesmo amigos/amigas.

O mecanismo de funcionamento é igual, pois todo aquele/aquela que está ligado emocionalmente e, oferece seus "préstimos" ao dependente para evitar por exemplo, que comportamentos anti-sociais venham à tona, é um co-dependente.

Quem age dessa maneira, mascarando, escondendo, tentando "proteger", achando que é sómente uma fase ruim que logo passará e, imaginando que com esse tipo de atitude está ajudando ao usuário/a/dependente, na realidade está atrapalhando grandiosamente, inclusive fazendo com que um possível pedido de ajuda por parte dos mesmos seja adiado.  Gostaria de falar um pouquinho sobre MÃES de dependentes, portanto mães co-dependentes.

A adicção é uma doença como vocês sabem, progressiva, incurável e fatal que pode ser detida (estacionada), quando se pára de fazer uso de substâncias e, começa-se a praticar um programa de Recuperação, via Internação, ou via Grupos de Apoio e outros "tratamentos" mais.

Conheço mães que se tornaram tão ou até mais doentes que seus filhos/filhas.

Fiquei pasmado com a notícia veiculada ontém 14 de Setembro no SPTV segunda edição; "mãe pega na revista em penitenciária de São Paulo, ao tentar entrar no presídio com rosquinhas de chocolate recheadas de maconha, destinadas ao filho que lá se en contra cumprindo pena.

Longe de nós querermos julgar a atitude da mãe que assim procede por inteira  e total co-dependência do filho. A referida mãe , não sofrerá qualquer penalidade, a não ser a proibição de visitar novamente o filho.

Outro dia fui perguntado: mas porque elas agem assim? seria alguma culpa que carregam?.

E respondi que pode ser sim óbviamente.

Talvez mães que trabalham muito, que ficam ausentes por muito tempo do lar, mães que foram abandonadas pelo marido e, que tiveram de assumir toda a carga financeira, emocional, educativa de gerir um lar sózinha, "talvez" e só talvez carreguem algum sentimento de culpa em relação aos filhos/as e, tentem compensar essa ausência através de um processo de super-proteção, que como já expliquei anteriormente em nada vai ajudar ao dependente, pelo contrário, só irá atrapalhá-lo/a. Convém frisar que estou no campo das hipóteses pois, somos seres individuais e reagimos diferentemente às diversas situações que a vida nos apresenta.

Os motivos podem ser esse como também podem ser vários outros.

Existem aquelas mães também que vão buscar informações, que aprendem como agir, mas quando se faz necessário atitudes concretas em relação aos filhos/filhas dependentes, não conseguem por em prática o que aprenderam.

Existem também as mães leoas que rugem muito (eu vou fazer, vou acontecer, vou colocá-lo/colocá-la prá fora de casa etc,etc,etc) mas, quando  a situação pede realmente atitudes, ela se torna a LEOA para proteger sua cria, não percebendo que com isso está prejudicando e não auxiliando. 

Dentro de tudo isso que eu disse, temos que nos lembrar que mãe é mãe.

Esposas têm coragem de abandonar, mas mãe é muito mais difícil. 

E os/as adictos sabendo disso no íntimo, se prevalecem e vão até o limite, até o limiar realmente, pois sabem no íntimo que na hora em que a bomba estourar de verdade, vai ter o colinho da mamãe siiiiiiiiiiiim.

Os co-dependentes (principalmente as mães) têm que colocar limites efetivamente, fazendo parar de girar o Carrossel da Dependência.  

É preciso se desligar emocionalmente dos dependentes, vivenciar seus próprios sentimentos e cuidar de sua própria vida. (tarefa homérica para as mães não é mesmo?)

Dia desses relatei o ocorrido em um post (MAIS ESPECÍFICAMENTE NO DIA DAS MÃES), mas vale a pena bisar a história........................

Tempos atrás, no Blog da Sobriedade, soltei post alusivo ao Dia Internacional de Combate às Drogas com o título de: "Você quer se tornar uma droga de ser humano?", o qual transcrevo parte de uma história verídica relatada por mim e, que serve para ilustrar que se as pessoas não tomarem as atitudes necessárias e corretas, o quadro todo se encaminha para finais que ninguém gostaria de presenciar, muito menos vivenciar.

Costumo citar prá mim mesmo e, para meus amigos e amigas adictos/as, frase do "poetinha" Vinícius De Morais e, penso que foi o que aconteceu com a Senhorinha abaixo: QUE O PERDÃO TAMBÉM CANSA DE PERDOAR........

 

"A senhora começou a relatar à soldado que o filho havia sido mandado embora do trabalho por ser usuário/dependente de drogas, que havia gasto toda a rescisão contratual e, que ela não o queria mais em sua casa.

A soldado perguntou à senhora, se o filho havia lhe agredido, se havia lhe roubado? Não! foi a resposta e, a referida senhora ajoelhou-se perante a soldado e suplicou ajuda.

A soldado sem saber muito bem o que fazer pedia calma, e o rapaz na calçada dizia impropérios à mãe como sua vaca........... e outras palavras pejorativas.

A soldado então, disse à senhora que não poderia simplesmente algemá-lo e levá-lo pois, ele não havia roubado nada, não havia agredido ninguém e, muito menos estava de posse de drogas e, que se o levasse à delegacia, seria solto.

Foi então que a senhora aos prantos perguntou: não tem como matá-lo?.

A soldado relata o seguinte: não! foi a resposta dada à senhora e, se emocionou pensando porque aquele ser humano que amava óbviamente o filho, estaria jogando a toalha?.

No que a senhora retrucou: " você deve estar me achando a pior das mães, mas eu não aguento mais; se ele morresse, pelo menos descansaríamos, eu e ele.

E continua o relato: tirou uma folha de papel amarelada escrita com letras infantis ... Mamãe eu te amo e disse: meu bebê não existe mais, só "Esse aí"

Triste não é? chocante eu diria! Então, no post de hoje, minha homenagem às mulheres-mães, esposas, namoradas, noivas, avós de adictos/as, que precisam efetivamente aprender a lidar com as nuances dessa doença terrível, tenebrosa que assola os lares de nosso país e, os lares do mundo inteiro e que mais do que conhecimento, possam colocar em prática, pois só assim poderão realmente contribuir para a solução do problema.

 

 

Obrigado a todas e a todos pela audiência e pela paciência.........

 

OLHO VIVO PORQUE CAVALO CONTINUA NÃO DESCENDO ESCADAS.

 

 

A FARMÁCIA DO GENÉRICO EM JACAREZINHO PR.

OLHA SÓ QUE LEGAL! VOCÊ NÃO PRECISA SE DESLOCAR ATÉ O CENTRO DA CIDADE PRÁ ENCONTRAR MEDICAMENTOS COM AQUELE PRECINHO ESPECIAL.