SITE DO BLOG SOBRIEDADE

PADRÕES COMPORTAMENTAIS! ESPORÁDICO? DIÁRIO?......

PADRÕES COMPORTAMENTAIS! ESPORÁDICO? DIÁRIO?......

 

BOM DIA! BOA TARDE! BOA NOITE! 12 de Abril de 2.017

O TREM DA SOBRIEDADE NÃO PODE PARAR NUNCA!

SOMOS TODOS FILHOS DO MESMO PAI!

 

VAMOS COMBATER A DISCRIMINAÇÃO RACIAL!

"Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar". 

João 14:2

 

Grazie a todos os leitores, leitoras, amigos e amigas do Site do Blog da Sobriedade.

 

Zaqueu e Jesus!

Trecho do conto "Zaqueu o baixinho ladrão" versão padre Léo no livro Corações Curados que é meu livro de cabeceira e, que em meu entendimento tem tudo a ver com a "VIDA DE ADICTO".

Para Jesus, o tempo é sempre HOJE!

Ontém é um dia que já foi, portanto é história, é passado que não volta.

Amanhã é uma possibilidade que nunca vem. Quando chegar, o amanhã já será HOJE!

HOJE é o único tempo que realmente existe!

HOJE é o conjunto de todas as suas (nossas) possibilidades. Por isso o HOJE se chama PRESENTE.

E é assim que ele precisa ser acolhido: como um dom, uma dádiva, uma oferta de Deus para cada um de nós.

HOJE é o único tempo de toda a nossa vida.

HOJE é o nosso grande começo.

É o primeiro dia do resto de nossa vida.........

A única coisa que precisamos fazer é acolher Jesus que vem, de oferecido mesmo, à nossa casa, à nossa vida e, acima de tudo principalmente, ao nosso coração.

À época em que escrevi o post, "comemorava-se" o Dia dos Santos Inocentes! Penso que tem tudo a ver com a continuidade do texto.........

Dia dos Santos Inocentes é uma celebração cristã em homenagem aos Santos Inocentes, os meninos assassinados no evento bíblico que ficou conhecido como Massacre dos Inocentes, relatado em Mateus 2:16-18, festejada entre os dias 27 e 29 de dezembro, dependendo da denominação cristã. Fonte pt.wikipedia.org

E as crianças iniciadas no mundo da drogadição com idade cada vez mais tenra, cada vez mais novos?

E pasmem! muitas vezes iniciadas pelos próprios familiares, quiçá pai e mãe! não seriam também mártires? santos inocentes? talvez eu esteja forçando a barra.......... PENSO QUE NÃO!

AH! TO FORÇANDO? hummmmmmmm

E as famílias em que as mães encontram-se esperando bebês, e são dependentes do álcool, do crack e, que muitas vezes a criança já nasce com síndrome de abstinência? AH!....... então!

Você nunca viu? eu já! é uma coisa muito triste de ser ver, sentimento de impotência total! dá vontade de morrer.

E os filhos de pais e mães dependentes que nascem com comprometimentos, distúrbios dos mais variados em função dessa dependência dos pais? ééééééé sério, é muito sério.

É óbvio que "os/as" dependentes não desejam esse tipo de acontecimento, mas é apenas consequência: te lembra disso?

ação>reação>na mesma intensidade>consequência!

É tudo triste, muito triste..............

É muito socó prá um só socó coçar!

Tanta coisa ruim acontecendo, tanta coisa importante prá gente se preocupar: drogas, violência, falta de humanidade, sexualidade exacerbada e exagerada de nossas crianças e adolescentes, crise mundial de desemprego e ainda querem demonizar a galinha pintadinha, a girafa? (aquela da jogada de marketing do Giraffa's, lembra?)

Me perdoem se eu estiver errado, mas .................. ME POUPEM!

Algumas pessoas sempre me perguntam o que seria o programa das 24 horas, o SÓ POR HOJE?

As perguntas ainda continuam a respeito das substâncias, o que é isso, o que é aquilo e, vou tentar aglutinar as informações começando pelo programa de 24 horas.

Bom! quantas vezes eu, e uma gama interminável de dependentes jurou de pés juntos, jurou a Deus, prometeu ao pai, à mãe, à esposa, aos filhos que "NUNCA MAIS" iria fazer uso de determinada substância?

AH! tá se identificando? conhece bem o tema né?

No meu caso, as promessas quebradas, as juras intermináveis foram práticamente de se perder a conta. Como é que um cidadão que não consegue ficar duas horas sem fazer uso de algum tipo de substância, pode garantir que nunca mais irá se privar da mesma? Complicado não é?

E outra coisa: "NUNCA MAIS É MUITO LONGE" lo que hacer entonces?

O PRIMEIRO PASSO para a recuperação é o desejo de se parar de usar e, para isso é necessário o apoio dos familiares, amigos, companheiros de trabalho enfim, toda ajuda disponível (mas ajuda efetiva, nada de coitadinho/coitadinha daqui e dali).

Primeiramente, é preciso identificar em que estágio (em que grau de dependência) se encontra a pessoa que irá iniciar um processo de recuperação e, para isso é fundamental e básico o "Querer", a concordância, mas os familiares e amigos podem observar o seguinte: (chamaremos o cidadão/cidadã aqui de sujeito!)

Sujeito experimentou a substância em uma determinada ocasião especial, em determinada circunstância e não gostou.

Passou mal, têm muito medo e, consome a substância muito esporádicamente; é um usuário eventual então.

Muitos jovens movidos pela curiosidade, experimentam, usam mesmo por algumas vezes, mas não se "encantam" e páram ou usam como já citado acima eventualmente.

Sujeito, passa a consumir a substância (qualquer substância) em ocasiões sociais ou profissionais de uma forma regular, pelo menos 3 vezes por semana, mas tendendo ao uso quase diário ou até mesmo diário...., padrão que já preocupa; a pessoa desenvolve uma rotina envolvendo as drogas que são agregadas ao dia a dia do sujeito ou do grupo ao qual ele pertence, e, quando falta, provoca no mesmo a necessidade de obter e procurar a substância.

Esse padrão já está bem próximo, mas ainda não é o da dependência. Existe um padrão de dependência, quando o sujeito passa a "gastar" seu tempo quase todo com o consumo e obtenção de substâncias.

O sujeito, costuma afirmar nessa fase aos familiares, amigos, que pára quando quiser; não é verdade! mesmo que queira, não consegue parar. Começa a adotar um comportamento compulsivo, ou seja, está cada vez mais obcecado pelo uso das substâncias.

Não descansa enquanto não está de posse das mesas e, tende cada vez mais a fazer "baladas" onde usa grande quantidade de substâncias em curto espaço de tempo; isso o leva a problemas físicos e complicações clínicas.

Identificado o problema, deve-se tentar fazer com que o mesmo enxergue tudo o que está acontecendo a sua volta; é fundamental buscar ajuda, e a família vai desempenhar papel vital nesse processo.

Ao invés do desespero, criar oportunidades para que o mesmo volte a encontrar razões positivas para viver. O amor, é de vital importância no processo, mas lembrem-se que amar é estabelecer limites.

Quem não se respeita, não consegue ser respeitado. A partir do momento em que o sujeito consegue enxergar e pedir ajuda, então buscar a ajuda apropriada.

Um médico por exemplo que poderá auxiliá-lo durante o processo de desintoxicação, as primeiras 24, 48, 72 horas, talvez com algum tipo de medicação que o ajude a superar a angústia, a ansiedade, a irritabilidade, insônia, tremores, etc..

É fundamental, o acompanhamento constante por parte dos familiares, amigos nessa fase do processo, para que o mesmo "não fuja" e volte a usar. Passado o período crítico, buscar grupos de Auto-ajuda, onde o sujeito, irá entrar em contato com a Programação das 24 horas.

Um dia de cada vez, evitar-se hábitos, lugares, pessoas, entrar em contato com pessoas iguais e que estão superando o problema dia após dia, também o ajudará nessa fase inicial e crucial do processo.

A drogadição é uma doença definida como progressiva, incurável e fatal, mas como qualquer doença incurável pode ser detida. Se o sujeito começa a agir positivamente, se encara o problema de frente, se admite que tem um problema, então está dado o primeiro passo para a detenção dessa doença.

Daí em diante, sua Recuperação dar-se-á dia após dia: SÓ POR HOJE, não faço uso de substâncias que tenham a capacidade de alterar meu humor, turvar meu raciocínio, anestesiar meu emocional e, assim de 24 em 24 horas, vamos construindo o alicerce de uma nova vida, uma vida em recuperação, uma vida em sobriedade.

Oportunamente, voltarei a falar do assunto que é extremamente extenso e complexo. Penso que, para quem não conhece, ou está enfrentando algum tipo de problema relacionado ao assunto, está dado um início de esclarecimento, e esse é o meu, o nosso objetivo. 

 

GALERA! CUIDADO! O cidadão/cidadã  (chamamos aqui de sujeito né?) passa de esporádico, eventual ao padrão de dependente num piscar de olhos.

 

OLHO VIVO QUE CAVALO NÃO DESCE ESCADAS!

 

AH! outro dia assistindo a um filme na TV,  o cavalo desceu as escadas (MAS ERA CAVALO DE SHAOLIM) kkkkkkkkkkkkkkk

 

Cavalos adestrados também descem!

 

fuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

EI VOCÊ! ÉÉÉÉÉ! VOCÊ MESMO! não esquece de dar uma clicadinha nos banners de nossos parceiros/patrocinadores!

Visite os Sites! vocês vão gostar também!

OLHA SÓ QUE LEGAL! VOCÊ NÃO PRECISA SE DESLOCAR ATÉ O CENTRO DA CIDADE PRÁ ENCONTRAR MEDICAMENTOS COM AQUELE PRECINHO ESPECIAL.