SITE DO BLOG SOBRIEDADE

PAZ SEM VOZ NÃO É PAZ! É MEDO!

PAZ SEM VOZ NÃO É PAZ! É MEDO!

 

 

BOA NOITE GALERINHA DO BEM! 11 DE AGÔSTO DE 2.014

DIA DO ADVOGADO! DIA DO ESTUDANTE! DIA DO GARÇOM! DIA DE SANTA CLARA!

SANTA CLARA CLAREAI.................. A MENTE DOS POLÍTICOS DO BRASIL!

SANTA CLARA CLAREAI.................. AQUELES QUE PROMOVEM A GUERRA!

SANTA CLARA CLAREAI.................. AQUELES QUE FAZEM A VIOLÊNCIA!

SANTA CLARA CLAREAI.................. A MENTE DE NOSSOS JOVENS!

Galera: tem dois vídeos lá embaixo, show de bola total!

A minha alma com a Maria Rita, e um vídeo preventivo de drogas (música show também)....... não deixem de ver!

Não esqueçam antes de começar a assistir os vídeos, ir lá no final da página, no box da rádio, e pausar a mesma. Aproveitem! vocês vão gostar.

 

 Trabalho de formiguinha tem que continuar.........

Viajei no tempo um pouquinho hoje, só um pouquinho.................

Volto lá em 11 de setembro de 2001, onde foi cometido mais um dos incontáveis atos de intolerância praticados pela humanidade em nome do radicalismo, da perseguição político-religiosa enfim............... em nome não sei do que mais, atos injustificáveis praticados pelo ser humano ao longo dos tempos.

Senão vejamos: as cruzadas, a perseguição e matança de judeus durante a segunda guerra mundial, a purificação étnica na Bósnia, a perseguição cruel dos negros durante décadas na África do Sul e no próprio EUA.

Hoje em dia, temos os intolerantes da era moderna que preconceituam portadores de quaisquer tipo de deficiencias, gays, seres humanos em função da nacionalidade, religiosidade, temos o bulling, temos a violência, temos as drogas, Ops! drogas?

O assunto é qualquer espécie de violência e, me parece que as drogas desempenham papel fundamental, talvez até crucial na violência urbana, na violência doméstica, na violência escolar etc, etc...

Esse mesmo EUA que pranteia até hoje as vítimas do 11 de setembro, bombardeava diáriamente, de hora em hora, os povoados Vietnamitas com Napalm e, enviava seus jovens para morrer numa guerra absurda e sem sentido.

O que é isso, não é intolerância?

Não é terrorismo também bombardear vilas e mais vilas de civis inocentes?

Houve no 11 de setembro 3.000 mortes?

Quantas 3.000 crianças Vietnamitas morreram naquela guerra?

Quantos jovens americanos não retornaram aos seus lares deixando assim incontáveis famílias também sofrendo o fruto da intolerância política?

Mas o que tem a ver novamente, o 11 de setembro com as drogas?

Lá vou eu de novo (he he he): nada a ver, ou tudo a ver!

Trata-se de  violência e penso eu que não inventaram nada mais terrível, mais temível, mais violento, mais fatal ao ser humano do que as drogas.

Nem as guerras, nem a intolerância, nem o terrorismo, " as drogas", coisas que fazem o ser humano suicidar-se um pouco por dia, inicialmente talvez sem, mas posteriormente com muita consciencia e mesmo assim impotente, totalmente sem controle, se auto-imolando, fazendo terrorismo consigo mesmo e com as outras pessoas.

Tempos atrás, o governador do estado de São Paulo Geraldo Alckmin, dizia algo que vivo dizendo diáriamente, falei inclusive na rádio Globo aqui de Jacarezinho dia desses!

"Que é necessário fazer-se algo pelas gerações que hão de vir e, que também já estão por aqui, com respeito às drogas, pois é cada vez mais cedo que nossos jovens e crianças estão entrando nesse mundo pavoroso e cruel.

Crianças, com 12, 13 anos de idade, pré-adolescentes, já com histórico de uso/abuso de substâncias de 3, 4, 5, 6 anos ou seja, começando a usar cada vez mais cedo.

O que fazer? É preciso falar, é preciso dar o berro, é preciso conscientizar.

As pessoas no afã do dia a dia, na ânsia de ganhar dinheiro, de buscar o sustento para si e para seus familiares, de escalar socialmente, estão esquecendo de seus entes queridos, de seus filhos, não tem tempo para ouvir, não tem tempo para dialogar, não estão dispostas a dizer essa coisa tão careta que é: vêm cá, senta aqui, vamos conversar, o que é que está acontecendo?

Mas o traficante está disposto a dizer o que for preciso a seu filho/filha, que o/a ama, que se importa, inclusive disposto a dizer a você: pode deixar que eu tomo conta dele/dela direitinho! e ..................... muitas vezes você acaba deixando mesmo.

Precisamos começar um amplo diálogo, mas esse amplo diálogo há de começar em nossos lares, já salientei muitas vezes aqui no site mesmo, que hoje em dia as famílias estão conversando sobre práticamente todos os assuntos em casa, menos sobre drogas! por que será? desinformação? tabú ou falta de se vivenciar o que se está apregoando?

Jamais poderei ser "Faça o que digo, mas não faça o que faço" 

Precisamos falar, precisamos dialogar, queremos paz, mas como dizia muito oportunamente a música e a campanha veiculada talvez há 2 anos atrás na Rede Paranaense de Comunicações: "Paz sem voz é medo!" (baseada na música Minha alma do Marcelo Yuka).

Converse, debata, dialogue, faça a sua parte.

Não conseguimos mudar o mundo, mas, se mudarmos a nós mesmos, estaremos contribuindo para uma mudança no mundo e....... prá melhor.

Tô fazendo a minha parte, tô soltando a voz! 

Então vou continuar emprestando a minha "voz" prá falar sobre coisas que me incomodam, que me causam estranheza, e que principalmente me trouxeram muitos problemas, no caso as drogas.

E você? tem medo de que?

Quem eu? ixiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii tenho medo de tanta coisa.........................

Só que hoje, SÓ POR HOJE, existe um diferencial: lá num passado não muito distante, eu tinha medos e travava nas quatro rodas e, lá ia eu não encarar meus medos, fugir da realidade me drogando, pirando o cabeçote geral.........

Hoje, SÓ POR HOJE repito, continuo com muitos medos, mas os encaro e, acima de tudo solto a voz.

Descolei vídeo/música muito legal de Prevenção anti-drogas de Mírian Bouzada-Psicóloga. Muito interessante.

Quem quiser ver mais vídeos da autora, é só acessar o youtube e pesquisar campanhas anti-drogas míriam bouzada.