SITE DO BLOG SOBRIEDADE

TRISTES RECORDAÇÕES! MAS..... tem sempre o MAS!

TRISTES RECORDAÇÕES! MAS..... tem sempre o MAS!


 

 

Galerinha do Bem! Bom Dia, Boa Tarde, Boa Noite!

Estamos em 11 de Agôsto de 2.014

Começo falando do 11 de Setembro de 2.001.......................................

MAS............................... de lá prá cá pouco, pouquíssimo, talvez nada mudou.

 

Cada vez que me recordo desse dia fatídico (11 de Setembro de 2001-mais um dia negro na história da humanidade), me bate um sentimento de tristeza, compaixão por nós seres humanos que vamos ter que pererecar muito ainda para alcançarmos um patamar onde haja respeito pelas crenças dos outros, pelas preferências sejam de que tipo for de outras pessoas, pela cor de outras pessoas, pelas diferenças realmente e, é isso o que me lembra o 11 de Setembro. Já falei infinitas vezes aqui no Site e é o que realmente penso, que somos todos filhos de Deus, portanto somos todos irmãos.
Vou "colar" abaixo, parte do que escrevi em 11 de Setembro de 2011 a respeito de tudo isso e penso que é interessante rememorar.
Ah o pererecar acima, é do verbo pererecar (eu perereco, tú pererecas, ele perereca! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk).

Óbvio que é uma brincadeira e o que quis dizer é caminhar, penar, "rebolar", evoluir enfim.
Espero que façam uma reflexão a respeito e respondam: o que mudou em nossas vidas após o 11 de setembro de 2001 ?

BOA LEITURA A TODOS.
SÓ QUERIA FINALIZAR COM UM VERSO DO GABRIEL PENSADOR QUE JÁ FOI ATÉ TÍTULO DE UMA POSTAGEM E QUE REFLETE BEM O QUE ACONTECEU E ACONTECE AINDA (e eu tô incluído nessa): 

"COMO É GRANDE A NOSSA IGNORÂNCIA E COMO A NOSSA VIDA É MESQUINHA".

Meus respeitos às vítimas do 11 de setembro de 2001, um dos incontáveis atos de intolerância praticados pela humanidade em nome do radicalismo, da perseguição político-religiosa enfim, atos injustificáveis praticados pelo ser humano ao longo dos tempos. Senão vejamos as cruzadas, a perseguição e matança de judeus durante a segunda guerra mundial, a purificação étnica na Bósnia, a perseguição cruel dos negros durante décadas na África do Sul e no próprio EUA.

Hoje em dia, temos os intolerantes da era moderna que preconceituam portadores de quaisquer tipo de deficiencias, gays, seres humanos em função da nacionalidade, religiosidade, temos o bulling, temos a violência, temos as drogas, Ops; drogas? O assunto é qualquer espécie de violência, e me parece que as drogas desempenham papel fundamental, talvez até crucial na violência urbana, na violência doméstica, na violência escolar etc, etc.

Esse mesmo EUA que chora até hoje as vítimas do 11 de setembro, bombardeava diáriamente, de hora em hora os povoados Vietnamitas com Napalm e enviava seus jovens para morrer numa guerra absurda e sem sentido; o que é isso, não é intolerância? não é terrorismo também bombardear vilas e mais vilas de civis?. E agora eles querem interferir na Síria! Já não chega de se arvorar de paladinos, de mocinhos? já não chega o Iraque? E olha só! a desculpa para a guerra do Iraque eram as "pseudo" armas químicas do Saddam", também bomba A, coisas que nunca ficaram provadas, mas que serviram de pretexto prá aquela matança brutal de seres humanos e até hoje o país não mais se estabilizou.

Houve no 11 de setembro, 3.000 mortes? Quantas 3.000 crianças Vietnamitas morreram na Interneção militar dos EUA no Vietnam?

Quantos jovens americanos não retornaram a seus lares deixando assim incontáveis famílias também sofrendo o fruto da intolerância política? Penso que já falei aqui no Site a respeito de uma campanha vinculada pela RPC tempos atrás, que citava a música do Rappa "A minha Alma" que diz PAZ SEM VOZ, NÃO É PAZ É MEDO! Então vou continuar emprestando a minha "voz" prá falar sobre coisas que me incomodam, que me causam estranheza, e que principalmente me trouxeram muitos problemas, no caso as drogas.

Mas o que tem a ver o 11 de setembro com as drogas? Lá vou eu de novo! (he he he) nada a ver, ou tudo a ver, trata-se de violência e penso eu que não inventaram nada mais terrível, mais temível, mais fatal ao ser humano do que as drogas; nem as guerras, nem a intolerância, nem o terrorismo, as "drogas", coisas que fazem o ser humano suicidar-se um pouco por dia, inicialmente talvez sem, mas posteriormente com muita consciencia e mesmo assim impotente, totalmente sem controle, se auto-imolando, fazendo terrorismo consigo mesmo e com as outras pessoas.  

É necessário fazer-se algo pelas gerações que hão de vir e que já estão por aqui, com respeito as drogas, pois é cada vez mais cedo que nossos jovens e crianças estão entrando nesse mundo pavoroso e cruel. Crianças, com 12, 13 anos de idade, pré-adolescentes, já com histórico de uso/abuso de substâncias de 3,4,5,6 anos ou seja, começando a usar cada vez mais cedo. É a fatídica juvenilização das drogas.

O que fazer? É preciso falar, é preciso dar o berro, é preciso conscientizar. As pessoas no afã do dia a dia, na ânsia de ganhar dinheiro, de buscar o sustento, de escalar socialmente, estão esquecendo de seus entes queridos, de seus filhos, não tem tempo para ouvir, não tem tempo para dialogar, não estão dispostas a dizer essa coisa tão careta que é vêm cá, senta aqui, vamos conversar, o que é que está acontecendo?

Mas o traficante está disposto a dizer o que for preciso a seu filho, que o ama, que se importa, inclusive disposto a dizer a você: pode deixar que eu tomo conta dele direitinho!

Precisamos começar um amplo diálogo, mas esse amplo diálogo há de começar em nossos lares, fazendo nossa parte, falando, mostrando, conscientizando e óbvio vivenciando uma vida digna (e vida digna não significa uma vida fácil, com muita grana etc).

Precisamos falar, precisamos dialogar, queremos paz, mas como diz muito oportunamente a música e a campanha: Paz sem voz é medo! Converse, debata, dialogue, faça a sua parte; não conseguimos mudar o mundo, mas se mudarmos a nós mesmos, estaremos contribuindo para uma mudança no mundo e prá melhor. 

Triste o 11 de Setembro! triste os americanos que pereceram, mas (e lá vem o mas) quantos inocentes morreram na caçada implacável ao Osama?

Violência todo mundo já sabe! GERA VIOLÊNCIA.

O povo americano não quer mais nenhum tipo de intervenção em outros países. 

O Papa Francisco "mandou" ontém a seguinte frase:

"A única guerra que todos nós devemos combater é a guerra contra o mal"

Penso que não devo e não quero dizer mais nada.

HASTA LA VISTA BABY!

Nome completo José Datrino
Nascimento 11 de abril de 1917
CafelândiaSão PauloBrasil
Morte 28 de maio de1996 (79 anos)
Nacionalidade brasileira

EITA! que você pode dar também uma clicadinha nos banners de nossos parceiros/patrocinadores e visitar os sites. VOCÊ VAI GOSTAR TAMBÉM. VAI LÁ!